sábado, 24 de junho de 2017

FELIZ DIA DAS FADAS - 24 DE JUNHO


Texto de Lilly Rose, inspirado e adaptado de Alejandra Ramírez,
 "El Gran Libro de Las Hadas", Editora Libsa-
 Skye Alexander, "Astrologia Mágica", Editora Novo Século.
Imagem Inicial Fonte: www.papeisdeparedefantasia.com.
Imagem Fada Lilás: Arquivos de Rosane Volpatto.   
Video: Fonte www.youtube.com -
 O Sonho das Fadas, Músicas de Enya.
Imagem Final Fonte: Arquivos de Lilly Rose


 24 DE JUNHO -  O DIA DAS FADAS !

Hoje 24 de junho, celebra-se pelo Calendário Celta, o dia das Fadas.
 Este é (junto ao Festival de Samhain), 
um dos mais importantes Festejos do País das Fadas.

Mas para melhor entendermos as Celebrações destes graciosos seres mágicos, é necessário compreender e comparar nosso tempo Mortal com o Etérico.

A Humanidade atualmente segue e marca a passagem do tempo
 através do Calendário Gregoriano, datado do Século XVI.

O Homem dada sua natureza temporal, condicionou analisar a
 equivalência deste Calendário, com a vida de outros seres na Terra.

As Fadas assim como nós, possuem um ciclo de vida. 
Ou seja, elas tbém são mortais, embora vivam numa outra dimensão.

video


Logo como seres mortais, estão igualmente submetidas à psasagem do tempo.

Mas no País das Fadas, o tempo avança de uma forma muito lenta. Isto explicaria porque fadas vivem tantos anos, se comparadas aos Seres Humanos.

Para melhor ilustrarmos esta constatação, segue-se uma lenda de outrora.

"Certa feita um camponês caminhava pela floresta, qdo acidentalmente atravessou um Anel Mágico de Fadas. E assim, chegou ao território destas fascinantes criaturas.

Quando finalmente ele conseguiu voltar a nosso mundo mortal, haviam-se passado centenas de anos. Ao tomar ciência de seu retorno ele percebeu que estivera no País das Fadas, por apenas poucos meses."

Uma hora no País das Fadas equivaleria a um dia na Terra.
 E um dia corresponderia a um ano em nosso mundo.

Mas casos como estes não podem servir para estabelecermos padrões
 entre dias e anos, quando o tema é o Tempo das Fadas.

Outras lendas igualmente antigas, descrevem raptos de seres humanos por Fadas.
E quando estas os devolviam à nossa dimensão, 
não havia-se passado um minuto sequer.

Como podemos perceber, o Tempo no País das Fadas
 é tão relativo qto o Tempo de nosso Mundo Mortal.

Mas existe um consenso entre os estudiosos destes encantadores seres.
"As Fadas parecem exercer um maior controle sobre o Tempo, que o Ser humano."

Vivendo em estreito contacto com a Mãe Natureza, as Fadas amam festejar as mudanças das Estações do Ano.
Para tanto suas celebrações seguem o antigo Calendário Celta. Também um calendário lunar, contudo diferente do Gregoriano.

Este fato explica porque suas festividades não costumam coincidir com as nossas.

Para os Celtas, o ano iniciáva-se na Véspera de Primeiro de Novembro.
Esta noite(31 de Outubro) ainda hoje é conhecida por Samhain ou Halloween. Nesta data, todas as leis mortais seriam revogadas 
e o tempo permaneceria em suspenso.

Samhain era o Deus Celta da Morte. Em seu sentido figurado, ele tiraria a vida do Rei Sol para abrir caminho ao Inverno. O Samhain é uma época de abertura de portais mágicos. Momento propício para contactar-se c/ guias espirituais, espíritos e entes queridos que já se foram.



Dentro do Calendário Celta, as Festividades mais relevantes seriam a Noite do
 Samhain e a Véspera de 24 de Junho.

Esta última seria a ocasião em que festeja-se o Verão, iniciado em 21 de Junho.
Aqui marca-se o Solstício de Verão, qdo ocorre (no Hemisfério Norte) o dia mais longo do ano.

Momento em que o Rei Sol chega ao auge de seus poderes e reina no alto dos Céus.
É o tempo de celebrar a vida e as riquezas da Mãe Natureza.

A noite de São João, ou a Véspera de 24 de Junho é provavelmente
 a data mais importante para as Fadas. 

Pois trata-se de uma noite extremamente mágica. Onde unem-se uma festa religiosa com
uma celebração pagã.

No passado(por toda a Europa), camponeses festejavam esta noite acendendo fogueiras pelos campos, para celebrar a chegada do Verão.

Com este Ritual eles acreditavam poder exorcizar maus espíritos e proteger suas colheitas.

As Fadas participavam alegremente desta dupla festividade junto aos camponeses.
Um momento raro, onde uniam-se dois Mundos Distintos, para homenagear a Mãe Natureza.

De acordo com estudiosos do Mundo Etérico, as Fadas costumam celebrar suas festas sempre do mesmo modo.

Os festejos iniciam-se ao cair da tarde c/um grande Desfile. 
E prolongam-se até o amanhecer do dia 24.

Durante a tarde já começam os preparativos dos cortejos mágicos. É chegado o momento em que as vaidosas Fadinhas escolhem seus trajes. Normalmente suaves vestidos de cetim e tule.

Outras cuidam de selar seus belos Corcéis, adornando-os com sinos e coloridas franjas.
Precisamente à meia noite, ao soar das doze badaladas de relógios mortais, inicia-se a procissão.

A ordem geralmente já está estabelecida. Primeiro, com todas as honras avançam os Reis e seus Cortejos. Abre alas um Estandarte seguido de um grupo de Cavaleiros.
Todos obedecendo às ordens do Rei.

Os grupos podem ser distinguidos pelas cores. Os Cavaleiros apresentam-se na mesma cor que seu respectivo Estandarte.

Começam a soar gaitas, flautas e tambores. Em primeiro lugar vislumbra-se o Estandarte Escarlate e sua comitiva, de mesma cor. Logo atrás surge o Estandarte Verde e seus nobres Cavaleiros. E finalmente o Estandarte Branco, com os últimos Cavaleiros.

O encerramento do Desfile acontece quando entram 
as Fadas junto aos Cortesãos.
 Estes unidos, alegram a celebração 
com seus trajes coloridos e vibrantes.

Agora sem uma ordem específica, algumas Fadas chegam montadas à cavalo, 
outras surgem dançando ao redor dos camponeses.

A estas procissões dá-se o nome de "A Corrida das Fadas".


Quando finaliza-se o Desfile as Fadinhas reúnem-se em Círculo, ao redor da grama.
Este é um Círculo ou Anel mágico. E que jamais deve ser transpassado por nós Mortais.
Caso isto aconteça poderemos ser levados para sempre ao País das Fadas.

Contudo em volta deste Círculo, as pessoas podem dançar
 alegremente próximas às Fadas, ao som da melodiosa música etérica.

Antigas lendas Celtas afirmam que se ao passarmos uma noite num bosque e ao longe, vislumbrarmos pequenas luzes dançantes, estaremos diante de uma graciosa Dança das Fadas.
Então hoje é motivo de celebração, para nós que amamos as graciosas Fadinhas!
Feliz Dia das Fadas para você !

Aromas de Rosas...
Lilly Rose
  

sábado, 31 de dezembro de 2016

FELIZ ANO NOVO !



Click das Fadas
Deseja a nossos 
queridos Elfos e Fadas,
um Mágico e Afortunado
Ano Novo!
Feliz 2017 !!!


Aromas de Rosas...
Lilly Rose

sábado, 24 de dezembro de 2016

UM NATAL DE FADAS

Texto de Lilly Rose, com adaptações de diversos Autores
 em  especial Betty Bib e C.W. Leadbeater. 
Imagem 1 Fonte: www.google.com
Autora Cecily Mary Baker.
 Imagem 2 Fonte: www.glimboo.com - 
Barrinhas Divisórias de Natal: Fonte www.reinodosgifs.net


UM NATAL DE FADAS

"The Christmas Tree Fairy" 


O Natal é Sempre um Momento de Alegria, Esperança e Confraternização Mundial.

E é claro que como Seres Etéricos, subordinados a Devas ou Anjos as Graciosas Fadinhas não poderiam deixar de participar desta Grande e Divina Festa, mesmo porque há quem diga que nesta época do Ano, as Fadas auxiliam muito mais Papai Noel que seus conhecidos Duendes Travessos...

Estas Alegres Criaturinhas Etéricas podem nos contar alguns 
Segredinhos Mágicos para alegrarmos
 ainda mais a Véspera de Natal, tais como :

1 - Perfumar suavemente o Local de Confraternização com Aromatizadores : Normalmente Fadas preferem Aromas adocicados feitos a partir de Frutas extremamente Cítricas e Especiarias.

Mas como adoram agradar a Nós Mortais, nos sugerem Aromas mais delicados e suaves de Laranja ou de Limão, bem mais aprazíveis ao Olfato Humano.

Se desejarmos fazer nosso próprio Aromatizador, nossas Amiguinhas Aladas indicam espetar com cuidado sua Fruta escolhida em Cravos e deixá-la depois em um lugar seco e quente como por exemplo, num armário para que fique bem seca.

Assim que estiver murcha e dura, a Fruta deverá ser envolvida em diversas fitinhas coloridas. Esta é uma Maneira Infalível de atrair Amor à sua Casa e Fadinhas para o seu Armário!


2 - Faça Sua Própria Guirlanda : Esta é segundo as Fadas, uma maneira de trazer para a Véspera de Natal a Mãe Natureza bem mais para perto de Nós.

Para tanto basta pedirmos com Respeito a interseção das Fadas Natureza, elas nos inspirarão na confecção da mais linda Guirlanda Que Imaginarmos.


3 - Fadas Natureza : Além de amarem nos ajudar nos Enfeites Natalinos, as Fadas Natureza uma vez confeccionada a Guirlanda de nosso Lar, convidam todos a compartilhar da Alegria desta Data Especial colocando folhas bem frescas na Porta de Entrada de Nossas Casas para atrair Amor e Generosidade ao Reino Mortal.


4 - Folhas Perfumadas : As Folhas colhidas para as Guirlandas, normalmente atraem alguma Fada Líder ou Anfitriã. Quando os Ramos da Guirlanda começarem a brotar, terá chegado o Momento das Fadas Natureza voltarem para suas Árvores.

Mas somente o farão depois de terem Etéricamente sorvido os Aromas das Delícias do Natal e devolverem em troca para Nós, Energias Mágicas de Amor e Fraternidade.


5- O Azevinho : Segundo as Fadinhas, Natal não é Natal sem a Presença Mágica dessa bela Planta. Algumas Fadas possuem o Poder de Proteger nossa Aura com o Uso Mágico do Azevinho afastando-nos rapidamente de Maus Espíritos, por isso as Guirlandas de Azevinho tradicionalmente devem ser penduradas logo na Porta de Entrada de Nossas Casas.

6 - A Hera : A Categoria de "Fadas das Heras" , possuem também um Dom muito especial e intenso, o de nos oferecer Bençãos Divinas de Amizade e Fidelidade.

Isto naturalmente junto a Guirlanda que confeccionamos e que contenha entre outras folhagens graciosos Ramos de Hera.

Este é o momento ideal para Enamorados abaixo das Belas Guirlandas Natalinas, trocarem suas Juras de Amor, que por Fé e Tradição feitas nesta situação lograrão um Final Feliz aos Apaixonados Pombinhos ...


7 - A Erva-de-Passarinho : Antigamente acreditava-se que a Erva-de-Passarinho por trazer Saúde e Felicidade, era considerada uma Erva Sagrada principalmente se estivesse em meio às mais altas Copas de Antigos Carvalhos.

Logo, ter alguns raminhos desta Erva Encantada na Véspera e Noite de Natal asseguram-nos também muita Saúde, Prosperidade e Alegria.

8 - A Festa de Natal das Fadas : Não pensemos que em meio a tanto Festim e Alegria , ao momento que todos nossos Convidados tiverem terminado suas Orações à Jesus, trocado suas Felicitações a Festa da Véspera de Natal termina...

Para a maioria de nós sim , mas para as Fadinhas e para aqueles dentre Nós que acreditam em sua Benfazeja Existência Etérica Não !!!!

Depois que os Convivas aos poucos, começam a irem-se embora as Fadinhas entram em ação, e como sabem fazê-lo rapidamente!

Presenteiam-se como Nós, mas com Mimos feitos com todo o Carinho somente de Elementos da Natureza, como Frutas e Flores normalmente.

Para aqueles dentre nós que acreditam em Fadas, já é sabido que sempre que mesmo a Fada mais diáfana é atraida por nossos Deliciosos Aromas Natalinos.

Pois então, fique atento às pegadas destas Dengosas Criaturinhas em sua Mesa de Natal, pois elas têm suas Preferências entre Nossos Quitutes Natalinos do Reino Mortal.

Aguns deles : Quindins, Bolachinhas Amanteigadas com Áçucar, Pãezinhos de Mel, Pudins, além é claro de Brigadeiros, Bolos de Avelãs e Amêndoas.

No quesito " Salgados " elas amam Migalhas de qualquer tipo de Queijo Forte e as cascas crocantes de Batatas bem assadinhas.

Como Seres Etéricos que são, mágicamente transformam todos estes víveres em sua Essência, o Éter. E deliciam-se com sua Ceia Mágica, sempre Agradecendo ao Divino e à Querida Mãe Natureza por sua Existência.







COMO AS FADINHAS PASSAM AO LONGO DO TEMPO
 A AJUDAR PAPAI NOEL E OS DUENDES


Como já é notório no Reino Etérico, nesta Época do Ano os Duendes coitadinhos
 quase enlouquecem com tantas Listas de Desejos e por vezes acabam a não darem conta 
de repassar tantos Pedidos a Papai Noel.

Por isso nosso Bom Velhinho, para a ninguém decepcionar, já de muito tempo conta com o auxílio voluntário das " Fadas dos Desejos ".

Quando os Queridos Duendes estão a "arriar" literalmente seus Gorrinhos, as Fadinhas dos Desejos vêm a ajudá-los de pronto. E a auxiliar nossos pequeninos Duendes e Papai Noel nesta Prazeiroza e Abençoada Tarefa.

As Fadas dos Desejos salpicam pozinhos Mágicos sobre todas as Listas de Presentes. Isto para que todos os Pedidos sejam lidos e atendidos por Papai Noel.

E o Principal, que cheguem realizados em tempo, aos Queridos e Esperançosos Destinatários de todo o Mundo...

Vejamos como o Reino Etérico é Unido, não apenas em Ocasiões como o Natal, mas também em sua Mágica mas Cotidiana Existência. Estão sempre dispostos a ajudar seu Semelhante, e até mesmo a Nós, do Reino Visível.

Este é um Belo e Abençoado Exemplo p/nós Mortais seguirmos todos os Dias de Nossas Vidas.

O Blog Click das Fadas , 
 deseja a todos queridos Elfos e Fadas, 
um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo!

Aromas de Chocolate...

Lilly Rose

domingo, 13 de novembro de 2016

LUA, NOSSA MÃE ESPIRITUAL


Introdução de Lilly Rose  
Textos subsequentes de Wagner Borges (www.ippb.org.br) 
Imagem1 Fonte: www.magickalgraphics.com
Imagem 2 Fonte: www.renderosity.com
Imagem 3 Fonte: www.magickalgraphics.com


INTRODUÇÃO 
LUA, NOSSA MÃE ESPIRITUAL

A Lua está ligada a nosso íntimo, representando esotericamente, a reflexão. 
Ou seja, ela nos mostra como somos verdadeiramente.
Como Mãe, nos indica os caminhos, ela nos guia ....

Sua influência nos propicia liberar as emoções de maneira mais intensa.
Por esta e outras razões, as energias dos ciclos lunares podem nos ajudará 
a solucionar, concluir, ou abrir novas oportunidades, em nossa vida.

O Espiritualista Wagner Borges faz uma excelente analogia neste sentido.

A Lua é como nossa Mãe Espiritual. 
Sua luz invade e ilumina todo o nosso Ser. 
E é neste momento, que nos sentimos acarinhados pelo Amor Divino.


LUA SERENA, SERANA LUZ...
AUTOR WAGNER BORGES


Lua Mãe, Estrela-Madrinha,

Ali, no céu do coração, brilha a Lua Mística (1).
Em sua luz branquinha e serena, uma purificação.
Dentro dela, uma Estrela Prânica (2).
Ah, mesmo de olhos fechados, eu a vejo tão claramente.

Então, sua luz serena desce sobre mim...
E atravessa o meu corpo, enquanto o alto da cabeça se dilata.
E miríades de imagens surgem em minha tela mental.
E junto, um toque de amor pelo mundo.

Vejo Jesus abraçando o mundo e sorrindo.
Vejo Krishna tocando sua flauta e fazendo o amor acontecer.
Vejo Buda abençoando os espíritos tristes e perdidos.
Vejo a Rainha Yemanjá dançando sobre as águas.

Ah, eu vejo a Estrela sobre eles...
E a Lua Mística em seus corações.
E me sinto ligado, em espírito e verdade.
Porque o amor une as consciências.

Sob a luz da Lua Mística, eu penso no bem da humanidade.
Na proteção da Estrela Prânica, eu oro a favor de todos.
E, sem saber como, eu toco a outros, sutilmente.
E deixo a luz me guiar na senda da assistência espiritual...

Vejo uma mulher idosa saindo do corpo e passando para o Extrafísico;
Oro por ela e peço ao Alto que sua passagem final seja auspiciosa.
Vejo um espírito descendo e entrando num feto, para mais uma vida na Terra.
E também oro por ele, para que sua estada seja proveitosa e feliz.

Sinto que a Lua é como minha mãe; e a Estrela é minha madrinha espiritual.
E me lembro de Paramahamsa Ramakrishna rindo e entrando em samadhi (3).
Ele dizia: "Quando a Luz vier, não tente segurá-la. Deixe-a abençoar o mundo.
Não atrapalhe, deixe seu coração cantar junto... Apenas flua com Ela."

Ah, Ramakrishna! A luz branquinha está fluindo por aqui...
E eu estou indo junto, em silêncio, nas asas da prece.
Pelo bem do mundo, em espírito e verdade, como você me ensinou.
E a minha aura (4) e os meus chacras (5) estão tão branquinhos e brilhantes...

Sim, meus olhos estão fechados, mas eu vejo, em espírito e verdade.
Ali, a Lua Mística. E, dentro dela, a Estrela Prânica.
Aqui, um pequeno coração sob a ação de um Grande Amor.
E uma Luz que viaja em silêncio... Por esse mundão de Deus.




PARA MELHOR ENTENDER O TEXTO

1. Lua Mística - metáfora iogue para uma manifestação espiritual superior.

2. Estrela Prânica - do sânscrito, prana - a força vital; a energia - no contexto iogue é a estrela espiritual, manifestação do plano divino.

3. Samadhi - do sânscrito - expansão da consciência; estado de consciência cósmica.

4. Aura - do latim, aura - sopro de ar - halo luminoso de distintas cores que envolve o corpo físico e que reflete, energeticamente, o que o indivíduo pensa, sente e vivencia no seu mundo íntimo; psicosfera; campo energético.

5. Chacras :do sânscrito - são os centros de força situados no corpo energético e que têm como função principal a absorção de energia - prana, chi - 
do meio ambiente para o interior do campo energético e do corpo físico. 
Além disso, servem de ponte energética entre o corpo espiritual e o corpo físico.
Os principais chacras são sete - que estão conectados com as sete glândulas que compõem o sistema endócrino: coronário, frontal, laríngeo, cardíaco, umbilical, sexual e básico.

6. Paramahamsa Ramakrishna: mestre iogue que viveu na Índia do século XIX 
e que é considerado até hoje um dos maiores 
mestres espirituais surgidos na terra do Ganges.


Aromas de Flores do Campo...

Lilly Rose

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

SAINT GERMAIN E O RITUAL DA CHAMA VIOLETA



Texto de Lilly Rose.
Inspirado e adaptado de Eddie Van Feu, Revista Wicca
Número 24, Editora Escala.

Imagem Fonte1:Arquivos de Lilly Rose
Imagem 2 Fonte: www.linhastortas.com

O.B.S 1 : Este Ritual só deve ser realizado por Crianças 
com a devida Orientação e Consentimento dos Pais.

Saint Germain é de acordo com o Esoterismo o Grande Mestre Avatar, 
que veio para acessorar e preparar-nos para a Nova Era. 
Sua contribuição é a Chama Violeta, 
um Método de Limpeza de Karmas e de Energias Negativas.

O Ritual da Chama Violeta pode ser feito por qualquer pessoa, a única ressalva é : 
Jamais faça este Ritual p/alguém sem seu devido consentimento.

O RITUAL DA CHAMA VIOLETA

O Principal objetivo deste Ritual é aprender a trabalhar o Perdão para que a
chama possa exercer o seu efeito. Independente de sua Religião a Chama Violeta 
pode lhe trazer muitos benefícios e Alegrias para sua Vida.

O Ideal é iniciar este Ritual logo nas primeiras horas da Manhã.
Em um local onde possa estar calmo(a) e relaxado(a) comece seu Ritual
concentrando-se em um Círculo de Luz Branca.

Existem Decretos a serem ditos durante o Ritual , ao final do texto
 passarei 3 extremamente simples de serem lembrados ao decorrer dos dias.

A Luz Branca é para sua Proteção. Invoque agora uma Divindade de sua Devoção, por exemplo o Anjo Mikhael, que é também o Mestre do Primeiro Raio. Depois de fazer seu pedido de Proteção, erga suas mãos e faça mentalmente o Círculo subir, transformando-se em um Cilindro,
um paredão de Luz que envolva você.

A partir deste momento você está protegido e pode invocar a Chama Violeta.
Prossiga então fechando os Olhos e concentre-se no seu Terceiro-Olho,
 o espaço entre suas sobrancelhas.

Ali você procurará com toda sua Fé , focalizar uma Chama Violeta. 
Concentre-se e visualize a Chama Violeta crescer e vibrar.

Agora diga o Decreto ( pode ser apenas um ou mais , você decide ) lentamente da primeira vez.

Depois fale o Decreto de novo mais rápido e acelerando , como se fosse um trem.
Repita isso todos os dias que quizer.

Quando se sentir mais preparado, experimente fazer, depois do paredão de Luz Branca, um novo paredão agora de Chama Violeta. Assim você fica Protegido um dia Inteiro !

A Invocação da Chama Violeta também é indicada em momentos de Tensão e Perigo, quando ela vai transmutar as Energias Negativas em Positivas.

TRÊS DECRETOS FÁCEIS DE LEMBRAR AO 
INVOCAR A CHAMA VIOLETA
 DE SAINT GERMAIN


DECRETO 1- DECRETO DO PERDÃO : Eu sou a Luz Violeta.
Eu sou a Chama do Perdão.

DECRETO 2- DECRETO LUZ VIOLETA : Eu sou um Ser de Luz Violeta.
 Eu sou o Amor que Deus Deseja.

DECRETO 3- DECRETO CHAMA VIOLETA : Eu sou um Ser do Fogo Violeta.
 Eu sou a Pureza que Deus Deseja.


SUGESTÃO LITERÁRIA SOBRE O TEMA:
"SAINT GERMAIN - A ALQUIMIA DA NOVA ERA"
AUTORA EDDIE VAN FEU


EDITORA LINHAS TORTAS
Imagem Fonte: www.linhastortas.com

Para quem deseja conhecer um pouco mais sobre 
Mestre Saint Germain e sua Missão 
o novo Livro de Eddie Van Feu, traz uma visão 
abrangente sobre o tema, fazendo-nos perceber
 que estamos vivendo
 realmente uma
Nova Era, 
basta abrirmos nossos olhos  e nossos corações!

Detalhes sobre o Livro
"Saint Germain - A Alquimia da Nova Era" 
CLIQUE AQUI


O.BS 2: A divulgação do Livro "Saint Germain -
A Alquimia   da Nova Era " trata-se
 de iniciativa espontânea da Criadora deste Blog.

Aromas de Rosas....
Lilly Rose


     

sábado, 5 de novembro de 2016

FADAS NOS ENSINAM O CAMINHO PARA A FELICIDADE


Texto de Lilly Rose, adaptado e inspirado 
em Bons Fluídos 2007,número 105 e
 Bons Fluídos 2002,número 38. 
Imagens Fonte: 
Gentilmente Cedidas por Rosane Volpatto.



FADAS NOS ENSINAM O CAMINHO PARA A FELICIDADE


Fadas são notóriamente Seres Etéricos Alegres.
 Esta Magia vem de sua Consciência de que a Felicidade está dentro de cada um de nós.
 E para encontrar o caminho rumo a tão almejada 
Felicidade devemos apenas seguir nossa Intuição.

Para fazermos isso é necessário alimentar nosso Espírito
, desta feita alimentamos também nossa Intuição.

Mas como se alimenta a Intuição ? A Resposta é mais simples do que possamos imaginar. 
Então vejamos alguns alimentos básicos para nossa Intuição:

1- Meditar, Orar, realizar Rituais Benéficos(que a ninguém venham a prejudicar) conectam-nos c/ nosso "Eu Interior".

Tais conexões nos auxiliam a conquistar e saborear o "SILÊNCIO".
Este é essencial e necessário para "ouvir" e "despertar" nossa Intuição.


2- Assim como as Fadas cultivemos o bom humor. Aproveitemos os momentos de lazer de forma criativa. Visando sempre o relaxamento de nossos Corpos Sutil e Físico.


3- Este é outro alimento tão simples, mas seu resultado é pura magia: Fechar nossos olhos por alguns instantes. Ouçamos então os sons da Natureza, em especial o canto dos Pássaros.


4- Se estivermos à beira mar, eis aí mais um alimento p/ nossa intuição aflorar: caminhemos descalços na areia, sintamos a maresia em nosso rosto. 
Procuremos deixar a mente livre de pensamentos.
 Apenas contemplemos!!!

5- A terra é outra fonte rica de alimento p/ nossa intuição. Deixemos nossos pensamentos "literalmente perderem-se" ao revolver a terra. Cultivando alguma planta 
acalmamos nossa mente e nos revigoramos espiritualmente.
Lembremos dos graciosos Jardins Zens, 
que possuem exatamente esta função.


Finalizamos nossa Dieta Alimentar da Intuição Rumo à Felicidade, c/este Sábio Pensamento de Tenzyn Gyatso, XIV Dalai Lama:

"A Felicidade é um Estado de Espírito.
Se a Mente ainda estiver num Estado de Confusão e Agitação,
 os Bens Materiais não vão proporcionar Felicidade.
Felicidade Significa Paz de Espírito! "




Aromas de Rosas...

Lilly Rose

terça-feira, 1 de novembro de 2016

VOANDO COM OS ESPÍRITOS DO AR


Texto de Lilly Rose. Inspirado e Adaptado de Ted Andrews, 
O Encanto do Mundo das Fadas, Editora Nova Era.
 Imagens Fonte Arquivos de Lilly Rose.


VOANDO COM OS ESPÍRITOS DO AR


O Elemento "Ar" é essencial a qualquer forma de Vida. Tanto no Reino Etérico quanto no Reino Mortal. Ele é Energia ativa, dinâmica e mutável. Responsável em comunhão c/os demais Elementos, pelo Fluxo da Energia Universal.

Simboliza desde as mais Antigas Culturas; Criatividade, Força de Pensamento, Liberdade de Expressão e Comunicação.

No Esoterismo é considerado uma Ponte Mágica entre o Céu e a Terra. Personificando desta feita, manifestações mais elevadas da Mente e Inspiração Divina.

Aliás, INSPIRAÇÃO representa literal e cognitivamente a Essência do Elemento "AR".
Pois esta palavra, INSPIRAÇÃO deriva do LATIM "SPIRITU".
 Que significa "RESPIRAR", ou neste contexto absorver o "ALENTO DIVINO".

O Ar possibilita também, desdobramentos fascinantes de Energias p/nós, como a existência do Som e da Música.

Os Espíritos do Ar assim como a INSPIRAÇÃO, absorvem todo o "ALENTO DIVINO" de seu prodigioso Elemento.

E dispostos sempre estão, em compartilhar seus Ensinamentos e Aprendizados Divinos com o Reino Mortal.

Anjos, Devas, Silfos, Sílfides e Fadas nos auxiliam a melhor compreender as potencialidades do Elemento Ar. Bem como controlar positivamente e com clareza o Pensamento e Faculdades Mentais.

O Tamanho destes Seres Etéricos é bastante diversificado. Vão desde diminutos Silfos até gigantescas Fadas das Tempestades.

Esta Categoria Etérica é responsável pelas mudanças climáticas, que objetivam conservar e proteger a Atmosfera da Mãe Terra.


A Aparência dos Espíritos do Ar também é variável. Costumam apresentar-se em delicadas e suaves formas.

Este fator os diferencia nitidamente de Seres pertencentes aos demais Elementos Fogo, Terra e Água.
Seus maiores representantes possuem um "ar" literalmente "Angelical", contudo podem assumir formas de outros seres fantásticos como Dragões, Pássaros e demais Criaturas Aladas.

Os Espíritos do Ar existem c/um objetivo similar ao nosso; Evoluir Espiritualmente.

Para tanto caminham incansavelmente em direção à Luz, ao Todo.
Seguindo este Sábio Caminho estarão portanto, sempre aptos em prestar preciosos e benéficos Serviços ao Ser Humano.

Vejamos alguns Abençoados Exemplos da Atuação dos Seres do Ar sobre a Humanidade:

1- Estão sempre presentes quando há Curas em iminência de ocorrer.

2- Auxiliam-nos (através de sua "inspiração") em momentos difíceis de nossa Vida, aliviando dores e sofrimentos.

3- São excelentes Guardiões de nossos Corpos Sutil e Físico, fortalecendo áreas vitais do Crescimento Humano.

4- Amam incondicionalmente a todo Ser Humano, em especial às Crianças. Zelam por elas amorosa e ativamente. Qdo percebem em seu pequeno "protegido" respeito, ternura e criatividade, podem c/ ele manter uma abençoada conexão por uma vida inteira.

Então quando nos sentirmos tristes ou desolados, façamos este pequeno exercício c/os Espiritos do Ar. Seu Objetivo é trazer de volta a nossa Alma a INSPIRAÇÃO OU ALENTO DIVINO:

Fechemos nossos olhos num lugar calmo e seguro, próximo a Mãe Natureza.
Procuremos relaxar nossa mente. Respiremos profunda e calmamente. Tentemos ouvir os sons dos pássaros, o movimento das águas de um rio, ou o barulhinho de folhas por entre as árvores....

Em seguida, sintamos a suave brisa dos ventos a acariciar nosso rosto. No exato momento em que sentirmos tal brisa, abriremos os olhos, e teremos uma certeza em nosso Coração!

"Não Estamos Sós Neste Mundo!"



Aromas de Rosas...

Lilly Rose